Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \10\UTC 2008

Liberdade?

Uma das piores merdas na vida é que, antes mesmo que tu possa dizer pra ela que tu não quer o que ela quer pra ti, ela já te engoliu, mastigou e cuspiu, e tu já tá um bagaço, imprestável.
Não, ela não te espera meu chapa, ela toca por cima!
Eu rio muito das pessoas que dizem ter o controle de suas vidas. Elas simplesmente não discordam do caminho que a filha da puta escolheu pra elas.
Simples assim, existem duas estradas predefinidas, eu escolho a da direita e, nossa, como sou independente! Não arrisco pular a cerca de arame farpado e ir pelo meio do mato. vou pela estradinha segura e previsível que muitos já trilharam.Mas foi MINHA escolha!
Quanta arrogância. É preciso adimitir, somos todos uns fodidos sem qualquer mapa ou bússola pra nos orientar sobre o futuro. Temos tanto medo do que pode existir em um caminho novo que não saímos do velho.
Nos tornamos médicos, advogados, padres e auxiliares administrativos em hospitais do SUS, mesmo que isso não corresponda nem a 0,0001% de nossas verdadeiras expectativas quanto à vida. E pra não admitirmos o quanto somos CAGÕES, celebramos a aprovação em um concurso público como uma vitória pessoal. Nos formamos em alguma faculdade que nos limita a visão sobre o mundo e nos tornamos a profissão que exercemos, temos orgulho disso. Sou o Dr. Fulano de Tal. Se me chamam pelo primeiro nome, fico ofendido por não estar precedido do título, aliás, podia mesmo ser somente o título. Me massifico em um estereótipo profissional qualquer. Me identifico com um código de costumes, com os instrumentos e idumentária do meu trabalho.
O que eu queria mesmo? Queria estar surfando na austrália, fumando charutos em cuba, queria ser ator, ter uma banda de rock, pintar quadros, tirar fotos, escrever um livro, fazer um filme, abrir um posto de gasolina no texas, ou uma sorveteria no alaska. Queria proteger as pessoas dos malfeitores, ser um tira durão, ou um detetive sacana e esperto. Mas essas coisas são tão infantis, são tãããããão românticas. Não cabem na vida adulta.
Porra, não posso me entregar assim a fantasias infantis. Vou fazer algo extremamente oposto ao que quero, por que meus pais fizeram, por que é um dos pilares da civilização, por que deus quer, por que dá dinheiro. Foda-se minhas necessidades, foda-se o fato de que vou passar bem mais da metade dessa existência de merda sendo fodido no rabo por não estar fazendo o que quero, por não estar pensando e vivendo por mim mesmo, indo pra onde eu quero ir.
Caralho, isso é escolha? É escolha fazer tudo como está num manual fodido, cagado por terceiros? É ter o controle sobre a própria vida dormir e acordar cedo todos os dias? Usar quase metade do dia fazendo coisas que subutilizam tua capacidade e mesmo assim te tomam toda a energia? Estar dormindo ou anestesiado pelo cansaço e pela frustração na outra metade do dia? É isso que escolhemos? Essa é a nossa grande liberdade?
Então faz o seguinte, pega essa liberdade toda, esse poder de decisão, enrola bem direitinho, passa um óleozinho e enfia NO CU!!!!!!!

Read Full Post »