Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \01\UTC 2010

Maquiagem

Ela cheirava a flores mortas. Era o excesso de maquiagem que a tornava vulgar para alguns e especial para mim. Especial porque era tão humana, tão clara. Seus medos e suas ilusões eram tão legíveis que era translúcida. As noites com ela tinham uma espiritualidade carnal tão forte. Eram carregadas de uma luxúria mundana tão sincera, transbordava de nós dois. Eramos parecidos assim, usando um ao outro para nos saciarmos, uma fome que nunca passava.

Gostava do jeito que fumava, de como soprava ruidosamente a fumaça no ar, o filtro do cigarro manchado de batom vermelho. Gostava de seus olhares. Olhava para mim como se me dissecasse, me classificando em seus pobres modelos. A verdade é que não entendia muita coisa. Mas eu também não. Então olhávamos um para o outro do mesmo jeito, um se achando mais esperto que o outro, ambos olhares dizendo: “não caio nesse teu jogo”.

Essa era a graça da coisa. Uma piada com uma blue note. Durou pouco, mas marcou forte. Da única maneira que poderia ser.

Anúncios

Read Full Post »